Operation Logic Bomb [SNES]

Apresente ou conheça um novo game!

Moderadores: orakio_rob, Goro's Lair, Sabat, Alexandre_Metal

Operation Logic Bomb [SNES]

Mensagempor ismaiden666 » 07 Jul 2009, 03:03

Este é o 1º e até hoje único jogo que analisei e publiquei então não tenho muita experiência em reviews de games. A análise é longa e vou revelar muitos detalhes que podem cortar o tesão de alguns que pretendem jogá-lo. Apesar de gostar muito deste jogo não vou tratá-lo como se ele fosse perfeito. Espero que gostem.
----------------------------------------------------------------------------------
Os primeiros games que você joga de um console sempre acabam marcando mais mesmo que eles não sejam tão bons comparados a outros que você virá a conhecer futuramente. Operation Logic Bomb foi um dos primeiros que joguei no SNES então ele é especial pra mim. Passei vários anos sem jogá-lo e fiquei com bastante saudades, matei essas saudades no emulador e terminei o jogo pela 1ª vez já que naquela época eu não tinha conseguido. Usei bastante o "save state" do emulador pra conseguir zerar ele sem me frustrar. XD

Posso estar enganado mas eu considero esse game um dos mais desconhecidos do console pois só conheci uma pessoa que o teve e em todas as revistas que já olhei nunca vi nada sobre ele. É claro que se vocês pesquisarem vão encontrar muitas informações mas por onde passei na internet até hoje nunca vi ninguém comentando algo sobre ele nem vendendo um cartucho.
----------------------------------------------------------------------------------
NOME: Operation Logic Bomb (Ikari No Yōsai "The Fortress Of Fury")
PLATAFORMA: SNES
GÊNERO: sci-fi/Ação/Tiro
NÚMERO DE JOGADORES: 1
TAMANHO: 8 Mbit
PRODUTORA: Jaleco
ANO DE LANÇAMENTO: 1993

Linha do tempo:
Fortified Zone/Ikari No Yōsai/1991/Game Boy
Ikari No Yōsai 2/1992/Game Boy/Lançado somente no Japão
Operation Logic Bomb/Ikari No Yōsai/1993/Super Nintendo

Imagem Imagem

HISTÓRIA: In-game não há nenhum texto/diálogo que conte o que se passa então traduzi o que diz atrás da embalagem do cartucho. A história até que é criativa mas não tem desenvolvimento, é só mesmo o que vocês vão ler abaixo.

*Os melhores cientistas do mundo trabalharam no "Subspace Particle Transfer Project" que desmaterializa objetos e os envia para outro local (leia-se teletransporte). Eles tiveram sucesso teletransportando pequenas coisas entre distâncias curtas. Agora os cientistas vão fazer testes para transferir objetos cada vez maiores para distâncias mais longas. Foi perdido o contato com o laboratório de pesquisas pois alguém ou algo tomou o laboratório e fechou as comunicações. Não há informações sobre os intrusos e suas capacidades. Foram elaborados planos para atacar os invasores mas se falharem não restará outra alternativa a não ser destruir toda a instalação. Um agente especial chamado Logan/Hiro que está equipado com implantes bio-eletrônicos que lhe dão melhores e novas habilidades foi enviado para o laboratório e agora cabe a ele se infiltrar na instalação, neutralizar os inimigos e resgatar os cientistas que estão lá.*

GRÁFICOS: Nada de excepcional. Possui um visual bem colorido com cores bem vivas que fazem uma ótima combinação entre si. O destaque vai pra grande quantidade de detalhes e texturas nos cenários.

MÚSICA: Apesar de ter poucas músicas elas são ótimas e chamam a atenção já no ínício. A maioria tem um ritmo frenético combinando com a proposta do jogo. Tem uma música que é uma das mais sombrias que já ouvi em um game do SNES.

SONS: Poucos efeitos sonoros e repetitivos. Enjoam rápido.

Imagem

JOGABILIDADE: A jogabilidade é simples e boa. É um game isométrico (eu acho). Em alguns momentos o campo de visão fica pequeno e quando você menos percebe os inimigos já estão muito em cima mas não incomoda muito. A única coisa que você faz é andar e atirar. Não há nada mais pra fazer a não ser mandar bala em tudo que atravessar seu caminho.

DIFICULDADE: É um game bem direto e não há momentos onde você fique sem saber o que fazer. Existem poucos tipos de inimigos, são robôs e são fáceis de serem destruídos. Considero o jogo muito difícil, daquele tipo que você repete tantas vezes pra tentar terminar que acaba decorando onde os inimigos aparecem e o que fazem. Mas eu não acabei de dizer que o jogo é bem direto e os inimigos são fáceis? Sim! Já explico... O problema são os chefões, aí vocês exclamam: "Mas os chefões devem ser difíceis!" Mas nesse caso a dificuldade foi mal aplicada. Quando começa a batalha contra eles você logo percebe que vai morrer sem ter feito quase nada. Você fica desesperadamente tentando fugir dos ataques mas é inútil pois sempre te acertam e não sobra tempo pra armar uma estratégia para derotá-los. A manha é encontrar a posição certa na tela e ficar lá atirando, quase nem é preciso sair do lugar. Existem apenas 3 chefões sendo que o 1º é mole mole e só restam 2 que vão lhe dar dor de cabeça.

REPLAY: Se você jogar no console, não tendo aquelas ajudinhas que tem no emulador o fator replay é zero absoluto pois como eu disse acima, você joga e re-joga tantas vezes pra tentar zerar que depois de conseguir (se conseguir) vai querer passar bem longe dele por muito tempo.

DIVERSÃO: Rende um tempinho de diversão mas nada viciante. A temática de ficção científica com músicas hora frenéticas hora sombrias acabam prendendo sua atenção logo no começo, fazendo você querer ir em frente mais do que a própria diversão da jogabilidade.
----------------------------------------------------------------------------------
O jogo é dividido em 4 partes. A 1ª parte é dentro do laboratório com 4 setores podendo alternar entre eles através de portais de teletransporte. A 2ª parte é em uma área externa, as "montanhas rochosas". A 3ª parte é dentro de outra instalação com apenas um nível e a 4ª parte é em outra área externa mas com um visual bem esquisito, um tipo de inferno digital (?).

A primeira tela é a Jaleco se apresentando, aliás eu não lembro de nenhum outro game produzido por ela. O "vídeo" de abertura mostra um raio x do corpo do seu super-agente que depois aparece todo lindão. Logo na tela-título vem uma decepção: não há nenhum menu de opções pra configurar algo, você aperta Start e já começa.

Imagem

Existem 4 tipos de armas, uma bomba incendiária e um item que cria um holograma seu pra confundir os inimigos. Destaque para a arma RPL-R3 com tiros que batem na parede e voltam possibilitando fazer altas manobras na hora de acertar os inimigos.

Imagem

Os inimigos mais comuns são os robôs vermelhos e os piores são os robosinhos amarelos que são uma espécie de guardiões de alguns locais, eles se movem muito rápido e o tiro deles é mortal. Os sub-chefes são iguais só mudam de cor e os chefões são gigantes.

Imagem

Abaixo tem um quadro que eu montei com imagens sequênciais do início ao fim do jogo.

Imagem
----------------------------------------------------------------------------------
RESUMO: Como eu disse, é um game especial pra mim pois foi um dos prímeiros que joguei na minha vida. Vai agradar a quem não é muito exigente e que busca conhecer retro-games mais obscuros.
Editado pela última vez por ismaiden666 em 25 Mar 2012, 16:30, em um Total de 18 vezes.
:snes: :ps2: :x68k HEAVY METAL IS THE LAW!!!
Avatar do usuário
ismaiden666
 
Mensagens: 71
Registrado em: 10 Jun 2009, 02:12
Localização: Nova Pádua/RS

Re: Operation Logic Bomb [SNES]

Mensagempor Lowtech » 27 Jul 2009, 18:16

Curti a análise. Eu considero esse jogo um dos mais legais e nostalgicos do Snes. A música desse jogo eu acho simplismente fantástica. Mas como vc disse, ele é bem esquecido mesmo, mas é jogão. :D

Abraços :wink:

Avatar do usuário
Lowtech
 
Mensagens: 3
Registrado em: 29 Jun 2009, 13:13

Re: Operation Logic Bomb [SNES]

Mensagempor ismaiden666 » 31 Jul 2009, 17:15

Olá. Fico muito feliz q vc tenha gostado, vlw!

Abraços....
Avatar do usuário
ismaiden666
 
Mensagens: 71
Registrado em: 10 Jun 2009, 02:12
Localização: Nova Pádua/RS

Re: Operation Logic Bomb [SNES]

Mensagempor ismaiden666 » 01 Abr 2010, 14:11

Eu editei a análise. Mudei uns pontos e vírgulas, coloquei uma nova imagem, adicionei a real história do jogo e acrescentei 2 novos quesitos na avaliação, Replay e Diversão.

Flwwwwww
:snes: :ps2: :x68k HEAVY METAL IS THE LAW!!!
Avatar do usuário
ismaiden666
 
Mensagens: 71
Registrado em: 10 Jun 2009, 02:12
Localização: Nova Pádua/RS

Re: Operation Logic Bomb [SNES]

Mensagempor Grandpa » 02 Abr 2010, 14:00

Boa análise !

Fui conhecer este jogo através da emulaçao. Achei bem legal, mas nunca passei da 2a parte (não experimentei usar save states).
Eu só senti falta de um placarzinho com pontos. Com certeza aumentaria o fator replay de Logic Bomb.
Avatar do usuário
Grandpa
 
Mensagens: 787
Registrado em: 03 Nov 2007, 21:11
Localização: Dagobah


Voltar para Análises

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


cron