Especial Wonder Boy (parte 4)

Apresente ou conheça um novo game!

Moderadores: orakio_rob, Goro's Lair, Sabat, Alexandre_Metal

Especial Wonder Boy (parte 4)

Mensagempor Grandpa » 23 Out 2009, 11:02

O terceiro videogame da franquia Wonder Boy (Wonder Boy III: Monster Lair) não obteve o mesmo sucesso do jogo anterior (Wonder Boy in Monster Land). A principal critica ao jogo é que ele era um retrocesso em relação ao segundo jogo da série, que adicionou com sucesso elementos de RPG ao que seria apenas mais um jogo de plataforma.

A Westone, criadora dos jogos, ouviu o clamor popular e rapidamente providenciou um quarto jogo da série, que é uma continuação direta do segundo: Wonder Boy in Monster Land, mais conhecido por essas bandas como "Mônica no Castelo do Dragão".

A insatisfação com Wonder Boy III: Monster Lair foi tamanha, que a SEGA "esqueceu" da terceira parte e batizou o novo game de Wonder Boy III - The Dragon's Trap. Ou seja, "esqueça o Monster Lair, pois Dragon's Trap é na verdade o terceiro jogo da franquia Wonder Boy". Monster Lair foi apenas um acidente de percurso.

Dragon's Trap também é conhecido como Monster World 2, que foi o nome original dado ao jogo pela Westone. O primeiro Monster World é o Wonder Boy in Monster Land que vimos na segunda parte desse especial. A "subfranquia" Monster World também ignorou o Monster Lair.

Na realidade Dragon's Trap é o quarto jogo da franquia, apesar do prefixo Wonderboy III querendo esconder o passado. Portanto, sempre que ler alguma coisa sobre Wonderboy III procure verificar se estão falando do Dragon's Trap ou do Monster Lair. Culpe a SEGA pela confusão. :o

Para quem perdeu ou quiser rever as três primeiras partes, seguem os links:

:arrow: Parte 1: http://forum.retrobits.com.br/viewtopic.php?f=25&t=3700
:arrow: Parte 2: http://forum.retrobits.com.br/viewtopic.php?f=25&t=3906
:arrow: Parte 3: http://forum.retrobits.com.br/viewtopic.php?f=25&t=4344

Vamos ver agora como é este quarto jogo do Wonder Boy INapropriadamente entitulado Wonderboy III - The Dragon's Trap.



Imagem



IV) Wonder Boy III: The Dragon's Trap

Ao contrário dos jogos anteriores, Dragon's Trap não nasceu nos arcades. Este é um jogo exlusivo dos consoles e foi lançado originalmente para o Master System.

Imagem

A quarta aventura do garoto maravilha traz de volta Tom-Tom :D , o protagonista dos 2 primeiros jogos que inexplicavelmente foi trocado por Leo no terceiro jogo da série.

Dragon's Trap começa exatamente do final de Wonder Boy in Monster Land, repetindo a última batalha do jogo, que foi a última vez que vimos Tom-Tom. Tom-Tom é transformado numa criatura meio-homem meio-dragão, tem que escapar do castelo que está desmoronando e seguir sua aventura através de Monster World a procura da Cruz da Salamandra, guardada pelo terrível dragão-vampiro de duas cabeças, para voltar a ser humano.

ImagemImagem

Ao final de cada fase Tom-Tom tem que enfrentar um dragão diferente e após derrotá-lo se transforma numa nova criatura híbrida, como homem-rato, homem-pássaro etc. Cada criatura dessas tem poderes diferentes. Se você encontrar uma câmera de transformação (há 3 delas no jogo) poderá escolher livremente que criatura usar.

As várias formas de Tom-Tom são as seguintes:

- Hu-Man: é a forma humana, como o próprio nome indica. Tom Tom começa nessa forma até o confronto com o primeiro dragão.
- Lizard-Man: o homem-lagarto está mais para homem-dragão, já que cospe bolas de fogo. É o resultado da primeira transformação.
- Mouse-Man: o homem-rato é pequenino e entra em lugares que as outras formas não permitem. Também pode subir pelas paredes e andar nos tetos.
- Piranha-Man: o homem-piranha é para a fase aquática do game.
- Lion-Man: na forma de homem-leão Tom-Tom pode quebrar blocos impossíveis de serem quebrados nas outras formas.
- Hawk-Man: o homem-falcão permite a Tom-Tom voar.

Imagem
Lizard, mouse, piranha, lion e hawk-man

Além dos poderes inerentes a cada forma que Tom-Tom adquire, nosso herói também conta com uma grande variedade de espadas, escudos e armaduras que podem ser adquiridas durante o jogo. O garoto maravilha ainda pode usar magias, como trovões ou tornados.

ImagemImagem
Wonder Boy encara o primeiro dragão e a tela de inventário

Uma diferença marcante de Dragon's Trap para Monster Land é que desta vez Tom-Tom pode retornar a locais já visitados. Isso dá mais liberdade ao jogador para montar sua estratégia e permite que numa revisita a uma fase anterior ele possa achar algo que passou batido ou estava inacessível da primeira vez. É mais um importante elemento dos RPGs incorporado ao Wonder Boy.

Outra novidade são os pontos de carisma, que variam de acordo com a forma em que o protagonista, com a quantidade de pedras encantadas que possui e até com a armadura que está vestindo. De acordo com a quantidade desses pontos o vendedor da lojinha pode oferecer armas mais ou menos poderosas, mas as moedas e sacos de ouro continuam sendo necessários para fazer as compras.

ImagemImagem
O garoto maravilha vai as compras

O jogo é repleto de segredos, valendo mesmo a pena retornar a uma área já explorada numa forma animal diferente.

Wonder Boy III: The Dragon's Trap é considerado um dos melhores jogos da "era 8 bits" e o melhor jogo da franquia.

:idea: O dragão do início do jogo é o mesmo que aparece no final de Wonder Boy in Monster Lair. Ora ele é chamado Meka Dragon, ora Mecha Dragon. A pronúncia é a mesma (MEKA). O emulador de Master System MEKA é uma homenagem do autor a seu jogo favorito: "Wonder Boy III: The Dragon's Trap".


. Master System (Wonder Boy III: The Dragon's Trap / Turma da Mônica em o Resgate) (1989 / 1993)

ImagemImagem
Tom-Tom em sua forma humana e como lizard-man

Dragon's Trap é considerado um dos melhores jogos do Master System. A versão para Master System nunca foi lançada no Japão, já que em 1989 o Mark III agonizava por lá. Foi lançado então originalmente nos Estados Unidos onde passou meio despercebido. Apenas na Europa, onde os jogos para o console da SEGA ainda vendiam bem, Dragon's Trap fez merecido sucesso.

Como o jogo é comprido existem senhas na igreja da vila e continues infinitos para facilitar a vida do jogador.

ImagemImagem

No Brasil a Tec Toy traduziu o jogo, trocou o Wonder Boy e suas diversas encarnações pelos personagens da Turma da Mônica e lançou o videogame com o título "Turma da Mônica em o Resgate" em 1993. É uma continuação do Mônica no Castelo do Dragão. As diversas formas do Wonder Boy foram trocadas cada uma por um personagem da Turma da Mônica, conforme abaixo:

Hu-Man = Monica
Lizard-Man = Chico Bento
Mouse-Man = Bidu
Piranha-Man = Cebolinha
Lion-Man = Magali
Hawk-Man = Anjinho

ImagemImagem
O bicudo Hawk-man virou o simpático Anjinho

O Capitão Feio, que só aparecia na tela de abertura de Mônica no Castelo do Dragão, finalmente dá o ar de sua graça substituindo o Vampire Dragon.

As lojinhas da Terra dos Monstros também mudaram. Podemos encontrar o Cascão vendendo armas e o Franjinha dando de uma de médico no hospital.

ImagemImagem
A turminha na tela de abertura e a loja do Cascão

Turma da Mônica em o Resgate é um videogame mais bem acabado do que Mônica no Castelo do Dragão. Percebe-se claramente que a Tec Toy se esforçou mais em adaptar esse jogo para o universo dos personagens de Maurício de Souza do que no jogo anterior, onde praticamente só trocou os textos e o personagem do Wonder Boy pela Mônica.

ImagemImagem
Por incrível que pareça o nome do primeiro dragão é Gospe Fogo mesmo, com G. Está escrito assim na caixa do jogo.

O manual de Turma da Mônica em O Resgate é bem criativo e introduz o jogo com uma breve história em quadrinhos. Abaixo um trecho dela:

Imagem
Clique para ampliar

Após derrotar o dragão Gospe Fogo no final de Mônica no Castelo do Dragão, Mônica foi raptada pelo Capitão Feio, mas antes de desaparecer ela chamou seus amigos para salvá-la.

ImagemImagem
Chico Bento e o Cebolinha também estão no jogo

Dragon's Trap é provavelmente o jogo da fraquia Wonder Boy que mais tem hacks no Master System. Vamos a eles:

- Guerreiro Lobo

ImagemImagem

Eddy Lobo tem que salvar Clara Town de 6 dragões malvados. Eddy tem rabo e orelhas de lobo e após derrotar cada dragão ganha uma armadura mágica que lhe dá os mesmos poderes das diversas formas de Tom-Tom no jogo original. Este hack tem pinta de que veio de Portugal.

ImagemImagem
Este hack tem um problema nos textos: algumas letras estão trocadas. No lugar do U tem o G e do D tem o R, por exemplo.

- Sonic-Boy 2 - Eggman's Trap

ImagemImagemImagem

Os personagens e alguns textos foram alterados. Sonic, Ashura, Flicky, Amy Rose, Knuckles e Tails representam cada um uma forma do Wonder Boy. Apesar da referência no título deste hack, não há sinal do Eggman.

- Wonder Boy III D.C

ImagemImagem

O D.C do nome deste hack é a abreviatura de Dragon's Curse, que foi o nome dado a versão de Dragon's Trap no Turbografx 16. Como o nome indica, a tentativa deste hack é recriar no Master System a versão do Turbografx 16. Fica só na boa vontade. Tirando a troca do Wonder Boy pelo protagonista de Dragon's Curse, que é loirinho, eu não vi nada de diferente.

- Versão francesa

ImagemImagem
Wonder Boy III: Dragon's Trap traduzido para o francês.

- Versão sueca

ImagemImagem
Dragon's Trap traduzido para o idioma sueco.

:idea: Apesar de Wonder Boy III: The Dragon's Trap do Master System nunca ter sido lançado no Japão, se emularmos o jogo e trocarmos o país de origem para Japão a tela abaixo aparece, indicando que a SEGA chegou a pensar em lançar o jogo no Mark III. Repare que o título do jogo muda para Monster World 2.

Imagem

:idea: O manual em inglês de Dragon's Trap para o Master System refere-se ao personagem principal apenas como Wonder Boy, mas como o jogo é uma continuação direta do anterior pode-se assumir que é protagonizado pelo bom e velho Tom-Tom mesmo. O mesmo acontece no Game Gear.


. PC Engine / Turbografx 16 (Dragon's Curse / Adventure Island) (1990 / 1991)

ImagemImagem
Capa da versão norte-americana e da versão japonesa

Por conta da licença do Wonder Boy pertencer a SEGA, a Hudson teve que mudar o nome do jogo e alterar um pouco o desenho dos personagens, mas de resto é praticamente o mesmo videogame. Dragon's Trap foi lançado com o nome de Dragon's Curse no ocidente e (pasmem) Adventure Island no oriente. Quem batizou esse jogo de Adventure Island só podia estar de sacanagem. :x

ImagemImagem

Produzido pela Hudson, foi lançado primeiro nos Estados Unidos e só depois chegou ao Japão.

A Hudson preferiu usar um personagem mais parecido com o Tom-Tom, ao invés do Bikkuriman do segundo jogo da série: Bikkuriman World (o Wonder Boy in Monster Land do PC Engine). O manual do jogo refere-se ao protagonista como Hu-Man, que é o nome da sua forma humana, mas não é o nome do protagonista na versão original do Master System. Não há nenhuma referência no manual ao jogo anterior.

Imagem

Ao contrário dos games anteriores da franquia, onde a diferença gráfica e sonora entre a versão do PC Engine e a do console da SEGA era gritante, em Dragon's Curse esta diferença é menor, mas ainda existe.

Uma benvinda novidade em Dragon's Curse é que há duas possibilidades para se continuar um jogo: digitar a senha ou carregar um jogo salvo. Isso mesmo, em Dragon's Curse dá para salvar o jogo. :D

ImagemImagem
A Hudson mandou bem com a opção para salvar o jogo

Além do SAVE, a diferença mais notável entre Dragon's Curse e Dragon's Trap é que o lion-man foi trocado pelo tiger-man. Outra diferença entre a versão do Turbografx e a do Master System é que a conta do hospital nas fases mais avançadas é bem mais cara no console da SEGA do que no console da NEC.

ImagemImagem
Assim como no Master System, Dragon's Curse também possui um hack francês.


. Game Gear (Wonder Boy: The Dragon's Trap / Monster World II: Dragon no Wana) (1992)

Imagem

A versão para Game Gear é a versão mais fácil das três. Um dos próprios criadores do jogo - Ryuichi Nishizawa - cuidou de tornar Dragon's Trap mais fácil no Game Gear, pois ele achava a versão para Master System difícil.

No Game Gear a tela inicial é diferente do Master System e as pedras encantadas que eram usadas para comprar ítens especiais nas lojinhas aqui são usadas para viajar de volta a vila. As fases tiveram o layout simplificado ou foram encurtadas.

ImagemImagem
Os novos donos das "lojinhas"

Os personagens da vila também mudaram. O porco fumante de tapa-olho deu lugar a um bigodudo de turbante, por exemplo.

Na Europa, Wonder Boy III: The Dragon's Trap perdeu a referência numérica e foi chamado apenas de Wonderboy: The Dragon's Trap. A mudança foi para evitar confusão com o Wonder Boy III: Monster Lair do Mega Drive, que é o terceiro jogo da série.

ImagemImagemImagem
A versão européia, o protótipo (repare que ainda tinha o III no título) e a versão japonesa

O Japão, que não contou com o jogo original do Master System, teve que se contentar em apreciar o Dragon's Trap da SEGA na tela pequena do Game Gear. Por lá o jogo foi batizado de "Monster World 2", já que é uma continuação do Monster Lair que é conhecido no Japão como "Super Wonder Boy: Monster World".

Esse quarto game da série Wonder Boy demorou tanto a ser lançado para um console da SEGA no Japão que na época em que saiu a versão para o Game Gear o quinto episódio da franquia já estava disponível no Mega Drive.


. Playstation 2 (Sega Ages 2500 Vol.29: Monster World Complete Collection) (2007)

Monster World 2, como é conhecido o jogo no Japão, aparece nesta coletânea nas versões para Game Gear (oriental e ocidental) e Master System.

ImagemImagem
As duas versões para o Game Gear (ocidental e oriental) estão na coletânea

A grande vantagem de jogar Monster World 2 no PS2 é que ele possui a opção "suspend play" que permite ao jogador salvar o jogo em qualquer ponto da Terra dos Monstros. Não precisa ir até a igreja para anotar aquela senha "pequenininha" de 14 letras. Entretanto, se você for um retrogamer fanático e fizer questão de relembrar os áureos tempos do bloquinho de papel e caneta para anotar as senhas, elas continuam existindo.

Outra vantagem é que a versão para Master System é na verdade a versão para Mark III que não chegou a ser lançada comercialmente. Os textos são em japonês, mas ela emula o som FM do Mark III, que é superior ao do Master System ocidental.

Mais uma vez, é uma pena que esta ótima coletânea não foi traduzida e lançada no ocidente.


. Wii (Dragon's Curse / Wonder Boy III: The Dragon's Trap) (2007 / 2009)

ImagemImagem
Dragon's Curse do Turbografx 16

Dragon's Curse, a versão de Dragon's Trap produzida pela Hudson para o Turbografx 16, está disponível no Virtual Console do Wii desde 2007.

E enquanto eu preparava este especial, o Dragon's Trap original do Master System foi lançado na Europa para o Virtual Console e em breve estará disponível também nos Estados Unidos. Não é de se estranhar que tenha sido lançado primeiro na Europa, já que foi lá onde o jogo obteve mais sucesso.

ImagemImagem
Wonder Boy III: The Dragon's Trap do Master System

O que está acontecendo com os jogos do Wonder Boy da SEGA é que como ela demora mais a liberar seus jogos para o Wii as versões da Hudson para PC Engine/Turbografx 16 acabam saindo bem antes no Virtual Console. Como geralmente - pelo menos na parte técnica - as versões feitas para o console da NEC são superiores, não vejo muito motivo para que alguém que já possua o Dragon's Curse adquira também o Dragon's Trap. Sem contar que no Dragon's Curse dá para salvar o jogo, enquanto no Dragon's Trap você precisa anotar a senha.



Vídeos:

- Wonderboy III: The Dragon's Trap (Master System): http://www.youtube.com/watch?v=YqekqoF1LuQ
- Dragon's Curse (Turbografx 16): http://www.youtube.com/watch?v=yXCHF9MF2xU



Referências:

- Gamefaqs: http://www.gamefaqs.com/
- Hardcoregaming 101: Wonder Boy - http://www.hardcoregaming101.net/wonderboy/wonderboy.htm
- IGN: The Legend of Wonder Boy - http://retro.ign.com/articles/930/930245p3.html
- Insertcoyne: the wonder boy series - http://www.insertcoyne.com/wonderboy/wonderboy01.html
- Mobygames: http://www.mobygames.com/home
- Nintendo Life: http://vc.nintendolife.com/reviews/2009/10/wonder_boy_iii_the_dragons_trap_virtual_console#
- The PC Engine Software Bible: http://www.pcengine.co.uk/HTML_Games/Monster_Lair.htm
- The Video Game Critic's Master System Reviews S-Z: http://www.thevideogamecritic.net/mastersz.htm
- Universal Videogame List: http://www.uvlist.net/
- Virtual Console: http://vc-pce.com/usa/e/title/dragons_curse.html
- Wonderboy Land: http://www.geocities.com/wonderboyland/
- Wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/Wonder_Boy_III:_The_Dragon%27s_Trap
Avatar do usuário
Grandpa
 
Mensagens: 787
Registrado em: 03 Nov 2007, 21:11
Localização: Dagobah

Re: Especial Wonder Boy (parte 4)

Mensagempor dr_venom » 23 Out 2009, 19:00

Mais uma vez excelente matéria, parabéns! :)

Aqui começa a fase (para mim) inédita dos Wonder Boys, já que só joguei os 3 primeiros.
Dr. Venom
:telejogo: :a2600: :nes: :md: :snes: :saturn1: :psx: :n64: :gba: :dc1: :ps2: :gc1: :psp: :pce: :sms: III :ds: Imagem:Mega LD :amiga: 1200 :c64: 128 :mac:Power : :dos Apple IIc :MSX2+ :Atari 800XL
Avatar do usuário
dr_venom
 
Mensagens: 171
Registrado em: 31 Ago 2007, 02:07

Re: Especial Wonder Boy (parte 4)

Mensagempor ricmagus » 06 Dez 2009, 15:31

nossa, fiquei tanto tempo sem ler esse forum que acabei não lendo esses reviews.

primeiro, quero parabenizar a iniciativa por dois motivos: primeiro, porque eu sou um dos dans dessa série, principalmente do dragon's trap/monica em: o resgate e o Wonder Boy in Monster World.

na epoca do meu master e posteriormente mega drive, eu cheguei a ter todos os games lançados por aqui!!! tive não só as versões "originais" como as versões "mauriciodesouziadas" XDD. gosto das duas séries igualmente (monica e wonderboy) e até hoje, se tenho oportunidade de jogar, seja em emu no pc ou na coletania do ps2, eu jogo...e com gosto. tenho exelentes recordações da epoca em que possuia esses games.
até hoje espero uma continuação direta para algum next gen, pois potencial e boa história essa serie tem, sem contar as musicas classicas que estão presentes em cada jogo...


e segundo, pois eu pretendia um dia fazer um review sobre a série (me focando mais nas series para master e mega) mas po, vc fez um trabalho que nem em sonho eu conseguiria fazer (ou não teria saco :P) contando couriosidades e até mesmo fatos que ninguem sabia sobre a série como um todo.

mais uma vez parabenizo vc pela iniciativa.


ps: e com jogos como esse que a sega deveria se espelhar, antes de fazer a palhaçada que faz hoje em dia =(
ps2: esse comentario acima é de um sega-fan desiludido XD
Avatar do usuário
ricmagus
 
Mensagens: 115
Registrado em: 02 Ago 2007, 06:07


Voltar para Análises

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


cron